28 de jul de 2013

Your Love Is My Drug


Você quer dinheiro? Pois, comigo você terá.

Capítulo 1
Lise Margaret Perkins

Southport, Carolina do Norte

18:20 da noite,

Lise circulava entre as mesas, levando uma bandeja na mão. Usava uma calça jeans e uma camiseta com os dizeres: Scorci”s. Ela levou o café para os quatros rapazes, e um deles, sorriu olhando disfarcadamente para sua bunda. Voltou ao balcão, indo atender outra mesa, completando a xícara deles com café.

–– Ele sempre te observa, Lise.. – Emily, uma das garçonetes, já havia visto, que aquele mesmo rapaz estava ali as terça e as quartas,e ainda olhara Lise–
–– Que besteira, Emily! –sorriu sem graça–

–– Vai me dizer que não tem razão? –perguntou Emily–

–– Ele nem me olha tanto assim... – Lise terminou de fazer um rabo de cavalo no seu cabelo– E se me olhar, o que tem demais?

–– Ele quer algo com você.

–– Mas eu não. A única pessoa que merece minha atenção,é meu avô.

Emily revirou os olhos antes de sair para atender alguma mesa. Lise entregou duas contas e recolheu pratos vazios. Sempre competente, e tentando ao máximo, ser invisível.

Scorci”s é uma lanchonete que funcionava há quase vinte anos. Da qual, ela era uma das garçonetes. Seu emprego era bom, mas o salário não era suficiente. E às vezes, o que a salvava eram as gorjetas.
           
–– Hoje eu não vou poder ir com você.. –afirmou Emily –

–– Porque? – Lise perguntou, tirando seu avental–

–– Vou passar na casa da minha mãe.

Emily tinha vinte e três anos, já que Lise ainda era um pouco nova, apenas com seus dezenove aninhos. Loira, com olhos castanhos, e mais alta que Lise, Emily era a sua melhor amiga, apesar de esconder muitas coisas, sabia que sempre a teria quando precisasse rir.

–– Mily, amanhã vou me atrasar um pouco, ok? – Lise colocou sua bolsa no ombro esquerdo, já sabendo que seu expediente havia acabado, e não almejara a hora de ir para casa–
           
–– Tudo bem, Lili! –as duas adoravam esses apelidos carinhosos. Nunca foi de falar “eu te amo”, mas sabiam que poderiam contar uma com a outra.–
           
–– Você terminar de arrumar tudo?
           
–– Claro, claro. Vá ver seu avô, e diga-lhe que mandei um grande abraço. –Lise sorriu de orelha a orelha. Ela gostava muito quando alguém se lembrava de seu avô –
           
–– Certo, eu aviso. –continuou a sorrir– Vou indo, até amanhã!

            –– Até Lise. – Emily terminado de limpar o balcão, viu Lise sair da lanchonete, logo após acenar para ela.–

Lise se mudou para Southport, há dois meses. E havia gostando muito. Uma pequena cidade, na Carolina do Norte, calma, perfeita para seu avô descansar. Um senhor com sessenta anos, e uma doença tão grave, que deixava Lise deprimida só de lembrar. Sua vida estava na mão dela, e sabia que se não conseguisse o dinheiro, a pessoa que ela depositava todas suas forças e esperanças, morreria.

Seus pais faleceram quando ela tinha quatorze anos. Lise nunca havia suportando aquilo. Nenhuma palavra descrevera a dor que ela sentiu. Quantas lagrimas derramou, embora ainda derrame. E quando ela fecha seus olhos, pode recorda-se da risada de sua mãe e o calor do abraço de seu pai.

A caminho de casa, lembrou-se que deveria ligar para Bryan. Um homem muito bonito, o qual fez sua vida mudar completamente, e também trazer uma solução rápida e prática, tudo que sempre quis. Ela unicamente quer ver seu avô bem, e o principal, vivo. Sua aposentadoria não pagava a metade de seus remédios.

Bryan lhe mostrou que, fazer mal as pessoas trás dinheiro, e talvez, um certo tipo de prazer.

FlashBack...
03:00 da manhã.
                                    
–– Hey garota, o que você tem? – não compreendia o que dizia. Mas pela sua voz, conseguia adivinhar que era um homem.O gosto do vomito permanecia na minha boca, e minha visão era embaçada–

–– Ooh, acho que alguém andou bebendo demais... – sentir suas mãos na minha cintura, e começou a me levantar do chão –Nossa, quanta coisa você vomitou! Vamos, se apóie em mim, vou te tirar daqui. –fui me apoiando nele, e logo estávamos saindo de frente daquela boate, todavia meus ouvidos ainda doíam, e mal conseguia ficar em pé. Minha cabeça estava girando.

–– E porque eu deveria confiar em você? Quem me garante que vai cuidar de mim? –perguntei olhando para ele. Seu cabelo era preto, usava relógio, anéis, que pareciam ser de ouro. Era um pouco mais alto que eu,malhado e se arrumava muito bem. Ele era bonito.

–– Olhe o seu estado! O que eu faria com você? – ele falou um pouco bravo–

––  Sexo.

–– É, até poderia ser. Você é gostosa, mas não faria isso. Sexo só é bom, quando os dois sentem prazer. –estávamos chegando próximo ao seu carro.        

–– Entre –ele abriu a porta do fundo e assim entrei, imediatamente me deitando no banco. Ele fechou a porta, deu a volta no carro, e entrou também. Olhou para trás me vendo.        

–– Como é seu nome?

–– Lise.

––  Sou o Bryan. Vou te levar para meu apartamento, só irei cuidar de você.
––  No estado que estou.. –minha barriga doía tanto, alias, tudo meu doía, parecia que alguém estava me torturando– Eu vou confiar em você.

–– Você bebeu demais. Alguém lhe ofereceu algum?

–– Sim, eu dancei com um rapaz.. –forçava minha mente tentando lembrar-me dele –Ele usava uma blusa preta e seu tênis era verde. Eu dancei com ele um bom tempo, e depois me ofereceu uma bala.

–– Eu acho que sei quem é... –Bryan ficou uns dois segundos olhando para o nada –Ele vive aqui, é traficante de drogas. Oferece uma bala com drogas, assim a pessoa fica viciada, e volta a boate querendo mais. Então começa a comprar e da lucro a ele. Por isso que você vomitou.

––  Deixe para explicar quando eu estiver bem! Por favor, eu imploro!Dirija esse carro! – Bryan sorriu de leve, e deu partida. Nas curvas eu ia de um lado a outro, o que piorava tudo. Sentir algum subir pela minha garganta, abaixei minha cabeça e pus tudo para fora.

–– MERDA GAROTA! PORQUE VOMITOU NO MEU CARRO? –ele gritava que chegou a sagrar meus ouvidos.

––  Desculpe Bryan, não conseguir me controlar.. –aos poucos aquela sensação de pós-vomito ia passando.

––  Ta, ta. Já estamos chegando. –ainda estava estressado comigo, preferir permanecer em silêncio. Meus olhos foram se fechando e fui sentindo um alivio enorme, uma sensação tão prazerosa. Era como se eu tivesse flutuando.

–– Lise, chegamos, vem.. –nem tinha visto o carro parar, nem tanto o Bryan descer.

––  Bryan, não consigo me mover.. –e novamente o desespero veio. Não conseguia mexer nada – Bryan, Bryan, me ajude!

––  Lise,confie em mim! –ele me pegou no colo, e envolvei meu braço no seu pescoço, colocando minha cabeça no seu ombro. Com sua cintura, bateu a porta do carro, e começamos a entrar no prédio, que era super luxuoso.

––  Boa noite. – Bryan falou com o porteiro

––  Boa noite senhor Bryan, precisa de ajuda?

––  Não, obrigada. –ele parou de andar, e encarou o porteiro –Fui inventar de levar minha prima para a festa, acabou bebendo demais. –prima? Ouvi bem?

––  Entendo senhor Bryan, qualquer coisa me avise.

––  Obrigado. –ele voltou a andar, e paramos em frente ao elevador.
           
––  Consegue ficar em pé? –ele me perguntou, apertando o botão para o elevador chegar
           
––  Infelizmente não.
           
––  Certo. Já vamos chegar.
           
––  Bryan, eu não sou sua prima.

            ––  Eu sei disso, mais o queria que dissesse? Que encontrei você na frente da boate, vomitando e trouxe para casa? O que iriam pensar?

            ––  Você mente bem.

            ––  Eu sei disso, é minha qualidade favorita. –ele sorriu e entrou no elevador. –Se sente um pouco melhor?

            ––  Somente um pouco.

            ––  Você vai ficar bem.

            ––  Não tenho duvida disso.

            ––  Você é menor de idade?

            ––  Não, tenho dezenove. E você?

            ––  O que? Kkkkk olha para mim, acha que tenho cara de ser menor de idade? Fala serio, Lise. Tenho vinte e seis.

            ––  Nada mal. –respondi sorrindo um pouco–

            ––  Você só sabe elogiar.. –ele pronunciou revirando os olhos–

            ––  Porque preciso que cuide de mim.

            ––  Você deve confiar em mim! Não disse que vou cuidar de você?

            ––  Essa é a questão, eu não confio. –Bryan ficou serio, e logo saiu do elevador. A chave já estava na sua mão, ele somente colocou na fechadura e abriu a porta

            ––  Desculpe, estou um pouco acima do peso.

            ––  Não, você não é tão pesada assim Lise. –fechou a porta, jogou a chave em cima do sofá, e foi andando. Seu apartamento era simplesmente o mais lindo que já tinha visto. Era como aqueles que passam nos comerciais, todo arrumando. Era esplêndido

            ––  Para onde esta me levando? Eu posso ficar na sala!

            ––  Você precisa de água no corpo. –ele abriu uma porta, e avistei que era o banheiro. Assim, me colocou no chão, mais sempre segurando-me pela cintura. Fomos andando até o chuveiro e rapidamente ele ligou

            ––  Vou ser bonzinho, a água nem ta tão gelada. –entrei debaixo do chuveiro, sentindo uma seqüência de arrepios.

            ––  Vai ficar com esse vestido? –ele perguntou–

            ––  Não vou tirar a roupa na sua frente!

            ––  Já disse, não vou fazer nada com você, só tire o vestido. Esta com cheiro ruim Lise.

            –– Tudo bem. –fui tirando o vestido, e depois dei a ele, que jogou em cima da pia. Quando voltou a me olhar, mordia seus lábios.

            ––  Eu vou ali.

            ––  Onde?

            ––  Me masturbar. Porque, porra, você é muito gostosa. –eu dei risada.

––  Onde ta o sabonete? –perguntei. Contudo, ele se aproximou, pegou o sabonete, que ficava do meu lado e eu lerda não tinha visto.

            ––  Aqui. –Bryan foi passando aquele sabonete, pela minha coxa. Sua outra mão foi na minha cintura, e logo ele me beijou. Retribuir o beijo sem pensar duas vezes. Ele era gato. E não vou mentir, sentir atração por ele

            ––  Você precisa sair daqui.. –eu sussurrava, por questões de segundos, quando nossos lábios se separavam

            ––  Você esta de sutiã e calcinha, não tem como eu fazer nada com você. –ele beijava meu pescoço, apertando minha bunda.

            ––  Eu sei disso Bryan... –passei minha mão na suas costas, sentindo um grande prazer– O problema, é que eu estou gostando.

            ––  Já que esta gostando, é porque quer. –me empurrou contra a parede, beijando-me com mais potência. Segurei no seu cabelo, prendendo minhas pernas na sua cintura. Ele começou a passar a mão nos meus seios, mesmo eu estando de sutiã. A água caindo sobre nós, era o deixava tudo mais divertido. Sua outra mão pegou na minha calcinha e começou a descer

            ––  Não, não vamos fazer sexo. –parei o beijo

            ––  Mas, esta ta bom. –ele me olhou, e sentir seu membro inchado.

            ––  Você está excitado... –rir

            ––  Eu sei que você também está. –retirei minhas pernas da sua cintura, o empurrando. – Chega de banho, já me sinto melhor. –sai do chuveiro,peguei uma toalha que estava lá, e me enxuguei indo para a sala.

            ––  Você é demais garota. –notei o Bryan aparecer só com a toalha envolvida na cintura, mostrando seu maravilhoso abdômen. Era tão maravilhoso que havia me esquecido parar de olhar. Ele foi percorrendo até a cozinha

            ––  Minha cabeça dói. –sentei no sofá, ouvindo ele fazer algum na cozinha. Cinco minutos depois, ele já estava a minha frente, com uma xícara na mão.      

––  Beba isso– entregou-me a xícara, e a seguir sentir o cheiro. Era um chá de canela.

            ––  Odeio isso Bryan,não consigo beber. –disse fazendo caretas.

–– Deixa de frescura Lise. Isso vai te fazer melhor. –respirei fundo, prendi a respiração e dei longos goles.

–– Boa menina! –ele sorriu e sentou ao meu lado

–– Como ganha a vida? –não pude conter minha curiosidade. Ele parecia ter uma boa quantia de dinheiro. Bastava apenas olhar pelo seu carro, seu apartamento e suas roupas

–– Imaginei que perguntaria isso.

–– Se imaginou, certamente irá me responder. –falei com um tom de deboche–

–– Agora eu, que não sei se deveria confiar em você..

–– Hum.. deixe-me ver. Olha, eu trabalho na lanchonete Mrs.Logan”s faz um mês. Sou umas das garçonetes. Meus pais morreram quando eu tinha quatorze anos. E fiquei cuidando do meu avô, que hoje está com sessenta anos e muito doente. –não sei deveria ter falando aquilo tudo. Ele não me parecia tão confiável assim. Disse tudo sobre minha vida, basicamente, e seguramente ele falaria da sua também. –

–– Você não tem mais ninguém da sua família, sem ser seu avô?

–– Não. Fui criada apenas com meus pais e meu avô.

 –– Seu avô é muito doente?

–– Sim. Ele precisa de uma cirurgia para continuar vivo. Mas, custa milhões, não sei onde arrumar esse dinheiro. –o sorriso logo apareceu no rosto de Bryan–

–– Eu tenho uma solução a você.

Rapidamente franzi a testa –– Qual?

–– Você quer dinheiro? Pois, comigo você terá.

–– Como Bryan? É muito dinheiro!

–– Simples, pegando de quem tem demais.

FlashBack-Of

–– Lise, querida... –meu avô cochichava quase sem voz.–

–– Trouxe seu remédio vovô... –dei o copo a ele, onde tinha seu remédio, com um cheiro intolerável–

–– Como foi o trabalho? –perguntou depois de dar três goles do medicamento–

––  Foi bom vovô. –sorri de lado– Emily lhe mandou um grande abraço.

–– Gosto dela. É uma garota maravilhosa!

–– Sim, ela é. –peguei o copo novamente, já estado vazio– Durma bem, vovô. –dei um beijo na sua testa–

–– Você também Lise.

Retirei-me do quarto e encostei a porta. Partir em direção a cozinha, colocando o copo na pia, e posteriormente caminhei a sala, pegando meu celular em cima do sofá. Procurei Bryan na agenda telefônica, e o liguei.

–– Fala Lise!
–– Tudo planejado Bryan?
–– Confirmado!
–– Você falou com Allan e Douglas?
–– Sim. Próximo passo será em breve.
–– Bom. Não quero que isso demore Bryan.
–– Será como à senhora desejar.


O que acharam do 1 capítulo amores da minha vida? Bom, é a 1 fez que escrevo fanfic criminal, então está sendo uma experiência nova para mim. Queria fazer algo diferente. Na maioria das fics, o Justin é o vilão. Na minha, digamos, ele é bonzinho, aushsuh.

Se puderem divulgar, falar para suas amigas lerem também,ficarei muitoo agradecida. Me perguntaram, pq essa fic não é interativa, como (Seu Nome), bom, eu ia fazer assim, so que por votações e escolhas, acharam melhor colocar um nome para a atriz principal, por isso coloquei. A Joselaine, falou que não gosta muito de fanfics Criminal, ok neném, quando Indefinido Amor acabar, irei fazer uma fanfic, como vc me deu a ideia. Mais ou menos parecida com Together By Chance.

Falem comigo (aqui) ou (aqui)

Obrigada por, tudo! Nem acredito que já estou com 269 de seguidores, obrigada mesmo minhas rainhas.

Amo vocês. 

30 comentários:

  1. PERFEITOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO parabéns pelos 269 seguidores, vc merece isso e muito mais, continua princesa ta perfeito *--*

    ResponderExcluir
  2. CONTINUAAAAAAAA GATINHAAAAAA!!!!!!
    Tá muito PERFEITO esse primeiro capítulo!!!!
    E me lembrou um livro do Nicholas Sparks chamado "Um Porto Seguro", mas foi só o comecinho, tirando a parte do avô hehe pq no livro a personagem Katie também mora em Southport *-*
    Aiai, CONTINUAAAAAAA PQ TO TENDO UM HEART ATTACK DE CURIOSIDADE AQUIIIIIIII!!!!!!!!! kkkkkkkkk
    Beijos minha DIVA!!!! =*
    TE AMO!!! <3
    Clarinha (@ClaraVeras)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkkkkkkkkkkkkk serio? eu nunca li esse livro, mais ok. já li um amor para recordar, aushuahsuhs eu amo Southport é uma cidade muitoo bela, adorooo! kkkkkkkk

      mesmo assim, obrigada bb, amo vc

      Excluir
  3. NOSSA já começou com o primeiro capitulo perfeito
    você tem talento cara
    suas ibs são as melhores de todas
    continua logo pelo amor de deus
    vou morrer de curiosidade

    ResponderExcluir
  4. Caralho. Você só me surpreende, cara. P-E-R-F-E-I-Ç-Ã-O de capitulo. Amei demais. Como que pode escrever tão bem? Não é atoa que tem 269 seguidores, e por falar nisso, PARABENS. Você merece. ^^ To mto curiosa pra saber oq vai acontecer. Continua logo, amor. Vou te um infarto aqui. Amo muito você, diva! Ta arrasando demais. 2bjus. :*

    ResponderExcluir
  5. Nossaaaa perfeitooo. Ameiiii tá muito bom continuaaa logoo por favor rsrs bjus Thata
    @luh18gatinha

    ResponderExcluir
  6. NOSSA KJDFNJFSNJ ta perfeito vei fjdvndkjf amo sou fanfic criminal, continua

    ResponderExcluir
  7. OMG COOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOONTINUA cara que PERFEITO vey plese amando de mais minha DIVA MARAVILHOSA hushushshus
    Coontinua logo u.u

    ResponderExcluir
  8. estou sem palavras *0*
    muito perfeito thata, continua pfvr!

    ResponderExcluir
  9. NOSSA SENHORA!
    AMEI! VEI... :O
    ELA É UM LADRA???? O.O que foooooooooda!
    amei amora!
    ta demais...nossa abalou total!! sério!!!
    amei! amei mesmo! <3
    nossa tadinho do avô :s
    enfim...AMEI AMORINHA! continua AGORA PLEASE!!! i need! beijos bye! ta perfeito!!! <3 morri!

    ResponderExcluir
  10. MDS MDS MDS!
    Thatá, pqe tão talentosa?!
    Não consigu acreditar q é a 1ª vez q vc faz uma Fanfic criminal! É muita perfeição para um blog só, kk'
    Você merece esses tantos seguidores *-*
    Continua pqe to loka pra saber oq ela tá tramando com o Bryan. E Justin cadê vc?!
    Beeeeejoooos, Se cuida Diva
    @BahdoBieber

    ResponderExcluir
  11. Cooooooooooooontinua logo , pelo amor de Deus , isso ta perfeito demais !

    ResponderExcluir
  12. Meu deus sem palavras ou melhor PERFEITO , MARAVILHOSO AMEEEEEEEEEI sério suas #IB's são demaaaaaaaaais Continuuuua logo pf pf pf *---*

    ResponderExcluir
  13. To morrrtaaaaa, ta perfeito amooooor <3333

    ResponderExcluir
  14. Menina assim que vc escrever um livro pode ter certeza que eu vou ser a 1º a comprar.
    É sua primeira vez?UAU ñ parece!!!
    Vc escreve super bem.Como eu AMO as fic's criminais já li muitas e vc ta de parabéns conseguiu ser perfeito,Thatá continue please!!!

    ResponderExcluir
  15. lol amei o primeiro capitulo AHAHAHAHAHA!!!
    Muito foda *---*
    Continua!!!

    ResponderExcluir
  16. ooooooooooooomg cooontinuaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!

    ResponderExcluir
  17. Nossa, já começou com o Pé Direito néh?
    Tá muito perfeito seu IB linda :)
    Continua logo!!!

    P.S: To com saudades de seus comentários no meu Blog. Tem como você voltar a comentar lá?..kk

    Beijinhos :*

    ResponderExcluir
  18. C-A-R-A-M-B-A! QUE CAPÍTULO PERFEITO FOI ESSE? E OLHA QUE É SÓ O PRIMEIRO HEIN *O* IMAGINA OS OUTROS COMO VÃO SER? *OOO* Então, eu curto bastante algumas fanfics Criminal e tals, apesar da minha preferência serem as românticas por eu ser assim também, haha. Mas cara, olha só pra essa fanfic! Eu sei que é apenas o primeiro capítulo, mas de verdade, eu já amei! Não estou brincando nem mentindo. E to muito ansiosa para o próximo capítulo! *u* Continua, sua diva linda. Te amo, fica com Deus, beijos do Biebs! <33

    ResponderExcluir
  19. uaaaal que perfeito diva, meu Deus voce escreve muito bem *o* caraca ja to amando, amei o primeiro capitulo, continua :))

    ResponderExcluir
  20. Continuua (: Pode divulgar meu blog ? http://teamobieberimaginebelieber.blogspot.com.br/ Obrigadaa (: To seguindo seu blog.

    ResponderExcluir
  21. OMG MUITO PERFEITO CONTINUA LOGO TATA PLSSSSSSSSSSS

    /@MAITHEMAMAZINHA

    ResponderExcluir
  22. Ta perfeito continua sua lindaaaah!!! Amei olha la eu postei o capitulo 12 e eu to começando a escrever Dangerous Love

    Imaginesbeliebersforever.blogspot.com.br

    BieberKisses *-*

    ResponderExcluir
  23. PERFEITO *-*
    Continua >.<

    By: @Pq_Bieber

    ResponderExcluir
  24. OMB isso é mais q perfeitooo
    amei demais princesa, tipo eu amo fanfics criminal haha eu ate tentei fazer mais eu tive q parar haha mas bom, amei demais e super continua. Desculpa pela demora :) Amo-te

    ResponderExcluir
  25. Ui, gostei! Primeiro cap. cheio de emoção e suspense, se esse ta assim imagina os outros.
    Se lembra da A love without border a ib que você achou por acaso? Então, aqui é a Deila a escritora dela. Bem você pediu e aqui estou, obrigada pelos elogios e fico feliz por ter gostado.(poderia divulgar a IB fazendo o favor? eu e minha amiga agradecemos)

    ResponderExcluir
  26. aawn amei demais esse capitulo :(
    está muito perfeita ,parabéns <3

    ResponderExcluir
  27. nossa muito bom mesmo!!!

    ResponderExcluir